A Comissão Própria de Avaliação – CPA – foi instituída na Faculdades Integradas da América do Sul – INTEGRA e aprovada pelo Conselho Superior, em consonância com as orientações do Ministério da Educação através do Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior- SINAES.

A CPA, com atuação autônoma, proporciona a produção de dados através de autoavaliação institucional com periodicidade semestral, visando colaborar com os processos de melhoria dos serviços educacionais da INTEGRA, observados em sua missão, visão e valores institucionais.

Os resultados das avaliações institucionais são apresentados em forma de relatórios de mesma periodicidade que orientam devolutivas à comunidade acadêmica

CompetênciaAdvogados e profissionais do direito

A autonomia da CPA é exercida em conformidade com a Lei nº 10.861/2004, com o Regimento próprio e com o Art. 7º § 1º da portaria nº 2.051/2004 do MEC.

A CPA tem como foco o processo de avaliação interna, que abrange toda a realidade da INTEGRA, considerando-se as diferentes dimensões institucionais constituintes de um todo orgânico, expresso no Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI).

A avaliação interna atende as dimensões institucionais previstas no Artigo 3º da Lei nº 10.861/2004 (SINAES).

O processo de avaliação interna conduzido pela CPA, de acordo com seu Regimento, tem por finalidades:

I – A melhoria da qualidade educacional da INTEGRA;
II – A construção e consolidação de um sentido comum de faculdade
contemplando os aspectos sociais, políticos, filosóficos e éticos da
ação e da gestão institucional.
III – A busca pela implantação de uma cultura de avaliação pautada
em processo reflexivo, sistemático e contínuo;
IV – A infra-estrutura física, em especial a do ensino, pesquisa e
biblioteca.

V – A análise contínua das práticas educativas de forma crítica e
abrangente.

​São atribuições da CPA:
1. Elaborar e aprovar o próprio Regimento;

2. Conduzir os processos de avaliação interna da INTEGRA;

3. Sistematizar e prestar informações solicitadas:
a) pelo Ministério da Educação – MEC;
b) pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais AnísioTeixeira – INEP;
c) pela Comissão Nacional de Avaliação da Educação Superior –CONAES.

4. Preparar e promover a elaboração de relatórios e/ou pareceres e encaminhá-los às instâncias competentes;
5. Sensibilizar e estimular a participação da comunidade acadêmica no processo de avaliação institucional.

Representantes

Conforme regimento próprio, a CPA é composta por dois representantes da comunidade acadêmica, sendo dois de cada dos segmentos: docente, discente, técnico-administrativo e membros da sociedade civil organizada.

Os membros desta Comissão são indicados pelos pares e possuem mandato de dois anos, prorrogáveis por igual período.

Membros
Representantes Docentes

Profa. Regina Alves Costa Fernandes
Profa. Roberta Caiado Cunha e Cruz Balestra Crosara

Membros Discentes

A definir

Membros Técnico Administrativos

Ana Christina Santana de Jesus

Membros da Sociedade Civil

Rômulo Adolfo Alvim Souza
Evando Divino da Cruz

Membros da Sociedade Civil

Rômulo Adolfo Alvim Souza
Evando Divino da Cruz

Regulamento
CPA Integra

Lei n. 10.861 – SINAES

VESTIBULAR
2020/1

Caldas Novas-GO​

Venha nos
conhecer

Agende visita monitorada e esclareça suas dúvidas